Patrimônio

13ª Primavera dos Museus começa nesta segunda-feira (23)

Temporada cultural tem o objetivo de despertar o interesse do público pelos museus, que são estimulados a oferecer atividades especiais em sua programação. Este ano, 848 museus realizarão 2.657 atividades

publicado: 19/09/2019 18h38,
última modificação: 27/09/2019 15h14

Começa nesta segunda-feira (23) a 13ª edição da Primavera dos Museus. Organizado pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), instituição vinculada ao Ministério da Cidadania, o evento prevê a realização de atividades especiais com o objetivo de atrair a atenção e mais público para essas instituições. Em 2019, 848 museus participam da semana, que se estende até o domingo (29), com 2.657 atrações formatadas especialmente para a temporada, incluindo palestras, oficinas, exposições, workshops, shows e outras atividades.

O tema deste ano é “Museus por dentro, por dentro dos Museus” e busca envolver o público na aventura de conhecer, preservar e compartilhar suas memórias. A proposta é permitir que os visitantes conheçam o dia a dia dos museus para além dos espaços de exposição, vendo também outras áreas, como curadoria de obras, preservação de acervo e pesquisas científicas. Na realidade, a 13ª Primavera busca mostrar ao público a complexidade do conjunto de atividades museais, cujo objetivo último é preservar os bens e fazer com que a interação do público com as informações e memórias expostas seja a mais fluida e clara possível.

Segundo o presidente do Ibram, Paulo Amaral, a iniciativa obteve amplo engajamento neste ano. “A Primavera dos Museus traz uma dimensão formidável sobre a pluralidade das instituições museológicas e culturais em nosso País, que se mobilizaram para criar uma programação especial buscando ampliar a conectividade com seus públicos. Nosso objetivo com esta experiência é que ela transforme o olhar dos visitantes na aventura de conhecer, preservar e compartilhar memórias”, destaca.

Crescimento ano a ano

Criada em 2007, a Primavera dos Museus tem apresentado resultados positivos em todo o País. Entre 2007 e 2018, o número de museus participantes vem aumentando, em média, 14% ao ano. A quantidade de atividades oferecidas pelos museus tem crescimento médio ainda mais expressivo – 16% anuais no mesmo período.

Nesta edição, dos 848 museus participantes, 55 estão no Centro-Oeste, 195 no Nordeste, 38 no Norte, 386 no Sudeste e 175 no Sul, mostrando que a iniciativa atinge todo o Brasil. Um deles, o Museu Villa Lobos, situado no Rio de Janeiro, preparou uma extensa agenda de atividades, como uma série de mesas-redondas sobre os quartetos, partituras e catálogos virtuais do maestro e compositor, além de uma palestra sobre direitos autorais.

Segundo a diretora do museu, Cláudia Castro, a Primavera dos Museus é uma oportunidade para reunir profissionais do setor e atrair o público. “O Museu Villa-Lobos vive um momento muito especial, de aumento de público e com projetos estratégicos em andamento. A Primavera será uma excelente oportunidade para apresentar ao público esses projetos especiais, além de oferecer uma programação diversificada, com a participação de parceiros como a Academia Brasileira de Música e a Orquestra Sinfônica de São Paulo. Também ofereceremos recitais, encontro de corais, oficina e lançamento de livro”, conta.

Acompanhe abaixo alguns destaques da programação:

MUSEU DE ARTE SACRA DE SANTOS: “Da Arte a Monitoria”, dinâmica para crianças e jovens aprenderem na prática o processo de elaboração de uma exposição e suas etapas: produção das obras, curadoria, montagem e finalmente a monitoria.

MUSEU DA MEMÓRIA DO JUDICIÁRIO MINEIRO: Oficina de curadoria compartilhada, na qual o público participante terá a oportunidade de protagonizar a construção de uma exposição.

PAÇO DO FREVO: Ação educativa “Frevo que Transborda”, que utiliza a paisagem sonora do carnaval para criar sinestesias nos participantes, novos territórios para o frevo e trazer a rua para dentro do Museu.

MUSEU DE SÃO CARLOS: Montagem de uma exposição interativa, na qual o visitante vai escolher um objeto do acervo do Museu para ser exibindo durante a 13ª Primavera do Museus. Para isso, o visitante deverá entrar na página do Museu no Facebook e clicar na opção de sua escolha.

CASA DE OLIVEIRA VIANNA: Apresentação ao público escolar da rotina interna de um museu: o trabalho de conservação, preservação, pesquisa e descobertas. Oficina de conservação de bens, que será feita com objetos pessoais dos alunos.

CASA DOS OTTONI: Oficina de Realização Audiovisual, na qual os participantes trabalharão aspectos teóricos e práticos da produção audiovisual e terão a oportunidade de produzir, de forma colaborativa, um curta-metragem.

• MUSEU DE ARTE RELIGIOSA E TRADICIONAL (MART): “Mart por Dentro, por Dentro do Mart”. Campanha de divulgação nas redes sociais. Visite o Museu, fotografe algum detalhe que você mais gostou e faça um post no perfil da instituição no Facebook.

MUSEU HISTÓRICO NACIONAL (MHN): Bondinho da História: museólogo por um dia. Apresentar as ações realizadas por museólogos com o acervo do MHN, promovendo a profissão e contribuindo para a compreensão dos processos museais.

MUSEU DO ESTADO DE PERNAMBUCO: OFICINA – “Pequenos Curadores” para conhecer o processo de criação curatorial de forma lúdica, em que as crianças vão criar e montar uma exposição coletiva

MUSEU DA INDÚSTRIA: Oficina “A linguagem das exposições: algumas práticas”. Visa a elaboração de um projeto expográfico, a partir da discussão na palestra “A linguagem das exposições: algumas ferramentas”. Inscrição prévia.

Veja a programação completa da 13ª Primavera dos Museus.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura

Informações para a imprensa:
(61) 2024-2266 / 2412