Música

Associação incentiva desenvolvimento de jovens com atividades culturais

Secretário especial da Cultura recebeu fundadora da Mozarteum Brasileiro, instituição que motiva para a prática da música clássica e a formação de novos talentos brasileiros

publicado: 09/01/2020 20h27,
última modificação: 17/01/2020 15h14

A prática da música clássica e a formação de novos talentos brasileiros foram alguns dos temas tratados em uma reunião entre o secretário especial da Cultura, Roberto Alvim, e a fundadora e presidente da Mozarteum Brasileiro, Sabine Lovatelli, nesta quinta-feira (09), em Brasília. A instituição, com quase 40 anos de trabalho no país, incentiva o desenvolvimento social de jovens a partir de atividades culturais e educativas.

Além de organizar e promover apresentações de orquestras e solistas conhecidos mundialmente, a associação cultural trabalha na educação musical. Mais de 9 mil alunos já passaram por aulas com músicos renomados e mais de 240 jovens talentos foram encaminhados a instituições musicais nacionais e europeias. “É um projeto que tem muitos anos, com uma importância imensurável”, disse o secretário. “O que o Mozarteum dá para o nosso país é impagável. Então, o que podemos fazer é dar o mínimo de apoio e de suporte para esta instituição” declarou Roberto Alvim.

O Mozarteum já realizou mais de 1,5 mil concertos vistos por mais de 2 milhões de espectadores, em salas de concertos e locais públicos. “Cultura é o desenvolvimento de um país. Através da cultura chegamos à juventude, que está muito empenhada. A gente vê isso com as nossas atividades até agora e temos que fomentar. E o governo federal está reconhecendo isso”, afirmou Sabine.

As atividades da associação são realizadas em São Paulo e em Trancoso, no sul da Bahia.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura