Patrimônio

Correntina, na Bahia, mantém essência de festejos populares

Cidade contribui para manutenção de tradições como o Festa do Divino, Rosário, Cavalhadas e o Reizado

publicado: 31/05/2019 17h13,
última modificação: 03/06/2019 12h51
Reunião contou com a presença da atriz Eugênia Martins, o prefeito Nilson José, a secretária municipal Taquira Guerra, o secretário especial Henrique Pires e o diretor Weden Di Sordi. Foto Clara Angeleas / Ministério da Cultura

Cortejos populares, música, dança, fé e muita tradição foram mostradas ao secretário especial da Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires, na tarde da quinta-feira (31), pelo prefeito de Correntina (BA), Nilson José. Também estavam presentes à reunião, a diretora de Patrimônio do município, Taquira Guerra, e o diretor de Cultura de Correntina, Weden Di Sordi. Durante o encontro, foram discutidas formas de manterem vivos os festejos populares da cidade baiana.

Nos dias 9 e 10 de junho, Correntina celebrará a 119ª edição da Festa do Divino e do Rosário. Dentre os destaques do cortejo, está uma coroa que foi encomendada por D. Pedro II. O Imperador ordenou a fabricação de 200 coroas, para serem distribuídas a municípios de todo o país em celebração ao Divino. O secretário Henrique Pires destacou a importância da manutenção das celebrações tradicionais, pois são parte do patrimônio imaterial do Brasil.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania