Dia Nacional da Cultura, ações para a manutenção do setor são celebradas

Iniciativas do Governo Federal, como a lei Aldir Blanc, buscam a preservação das atividades culturais no país

publicado: 05/11/2020 18h55,
última modificação: 05/11/2020 19h29

Motivo de alegria, entretenimento, diversão e, também, de viagens, a Cultura celebra nesta quinta-feira (05.11) o seu dia nacional. Instituída pelo Governo Federal, em 1970, a data foi escolhida em homenagem ao nascimento de Rui Barbosa, um dos grandes nomes da história e membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Além disso, marca a celebração e a promoção de obras e ações culturais e feitos científicos que marcaram, ao longo dos anos, o setor; que é um dos principais motivos de viagens dos brasileiros pelo país, de acordo com pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo e o IBGE.

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, nada mais justo do que comemorar uma área que é tão importante para o desenvolvimento do Brasil, visto a variedade cultural que o país apresenta. “Temos muito o que celebrar. Somos a oitava nação com mais atrativos culturais no mundo, com vários ritmos, culinárias, crenças, manifestações artísticas, música, teatro e em tantos outros que compõem a nossa cultura. Junto ao secretário Mário Frias vamos elevar ao máximo o que temos e que orgulha o nosso país, gerando emprego e renda”, disse.

O Ministério do Turismo, através da Secretaria Especial da Cultura e suas vinculadas, tem trabalhado para desenvolver o setor no país. Liderado pela lei Aldir Blanc, que liberou mais de R$ 3 bilhões, a Pasta espera beneficiar milhares de artistas e espaços culturais afetados pela pandemia. Além disso, a Agência Nacional do Cinema (Ancine) repassou R$ 8,5 milhões para apoiar as pequenas salas de cinema locais a sobreviverem durante os meses em que ficaram fechadas. A estimativa é que com o dinheiro liberado 8 mil empregos foram preservados.

Ainda no setor audiovisual, foi lançada uma linha de crédito emergencial do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) – no valor de R$ 400 milhões. O crédito tem o objetivo de manter empregos e preservar as atividades da cadeia produtiva do segmento. Outra ação importante foi a liberação de R$ 1,2 milhão para a realização de projeto de programação cultural da Biblioteca Demonstrativa do Brasil.

O secretário Especial da Cultura, Mário Frias, destacou que isso é só o começo das ações que vão desenvolver o potencial cultural brasileiro. “Estamos trabalhando arduamente para que o nosso setor saia fortalecido dessa pandemia e ainda em novas medidas que irão fomentar a cultura em todo o nosso país. Temos que celebrar os avanços já conquistados até aqui não só nesta data, mas todo dia”, concluiu.

LÍNGUA PORTUGUESA – O 5 de novembro, também, celebra o Dia Nacional da Língua Portuguesa. Sexto idioma mais falado no mundo, o dialeto está presente em nove países como língua oficial e em quatro continentes. A expectativa é que, em 2050, 337 milhões de pessoas falem o idioma.