COMUNIDADE

Unidade da Estação Cidadania é inaugurada em Santos (SP)

Espaço será aberto ao público neste sábado (21), com atividades culturais, esportivas e serviços de assistência social à população do bairro Castelo e região.

publicado: 20/12/2019 18h14,
última modificação: 20/12/2019 20h17
Foto: Divulgação

Será inaugurada neste sábado (21), a Estação Cidadania da Praça da Paz Universal, no bairro Castelo, região noroeste de Santos (SP). O espaço promove ações culturais, práticas esportivas, de lazer, formação e qualificação profissional, serviços socioassistenciais, políticas de prevenção à violência e inclusão digital. A Secretaria Especial da Cultura realizará a entrega para a comunidade. “Santos é uma cidade muito importante e esse é um presente para o município”, disse o secretário de Infraestrutura Cultural da Secretaria Especial da Cultura, Rodrigo Junqueira. “Esperamos que este equipamento seja apropriado pela comunidade santista como um local para difusão da nossa cultura.”

A Estação Cidadania do bairro Castelo está entre as maiores do país, com 7 mil metros quadrados. O local deve receber mais de 4 mil pessoas todos os meses. O investimento total chega a quase R$ 5 milhões, com contrapartida do município no valor de R$ 1,5 milhão.

Com a inauguração, a comunidade contará com pista de skate, equipamentos de ginástica, parque infantil, quadra de areia, quadra coberta, pista de caminhada e aulas de teatro, ritmos musicais e esportes como futebol e capoeira. Os usuários ainda terão acesso a salas multiuso, cineteatro, auditório, biblioteca, um telecentro com computadores e um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). A nova Estação Cidadania irá beneficiar a população dos 16 bairros da região noroeste de Santos, que abriga cerca de 120 mil pessoas. “O CRAS estará mais próximo do local onde essas pessoas moram e isso vai facilitar o acesso”, ressaltou a gestora da Estação, Suzete Faustina dos Santos.

O espaço está localizado em uma área de vulnerabilidade social e a expectativa da gestora é de que os moradores tenham mais oportunidades. “Antes não havia um espaço para a oferta dessas atividades. Agora, além de agregar e gerar a sensação de pertencimento em torno do bairro, isso também contribui para que as pessoas conheçam as ações do governo e tenham mais acesso aos serviços”, enfatizou.

Cursos e oficinas serão oferecidos a partir da segunda semana de janeiro. Esta é a 18ª Estação Cidadania entregue em 2019, somando mais de R$ 30 milhões de investimento do governo federal.

Por Diego Queijo

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura