Música

Festival Internacional de Harpas ocorre em SP com apoio do governo federal

Com apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, evento chega à quarta edição com três dias de programação com entrada gratuita

publicado: 08/04/2019 16h28,
última modificação: 08/04/2019 16h29
O harpista argentino Dario Andino se apresentará ao lado do flautista brasileiro Dennis Crepaldi (Foto: Divulgação)

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo sedia, de 10 a 12 de abril, o IV SPHarpFestival – Festival Internacional de Harpas, que faz parte do projeto Música no Museu, que realiza, há mais de 20 anos, uma série de concertos gratuitos em espaços culturais. A realização do festival conta com o apoio de empresas por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A entrada é franca.

“Teremos desde a música clássica até o heavy metal, mostrando a evolução do instrumento e os sons que são possíveis fazer com a harpa”, resume o diretor do festival, Sérgio da Costa e Silva.

Esta será a quarta edição do SPHarpFestival. Já a versão carioca do Festival completará 14 edições no mês que vem, quando haverá apresentações em vários pontos turísticos do Rio de Janeiro.

Um dos destaques da edição paulista é a argentina Soledad Yaya, que se apresenta com a soprano Juliana Starling, o cantor Sandro Bodilon e o clarinetista Peter Pass, do Canadá, no espetáculo Recordas. Com canções brasileiras e argentinas, a apresentação trata das lembranças de amores, tempos, lugares e sentimentos de um passado que já não existe mais.

Da Argentina também vem o harpista Dario Andino, que, ao lado do flautista brasileiro Dennis Crepaldi, forma o Vento Celta. Completam o grupo a violoncelista Natália Bueno, a musicista de percussão étnica Eduarda Rimkievickz e a violinista Débora Ruba. No repertório, músicas celtas, medievais e irlandesas.

O Grupo Seiha Brasil de Koto apresentará a harpa na música japonesa (Foto: Divulgação)

Na programação, haverá espaço, ainda, para apresentar a herança da harpa na música japonesa, com o Grupo Seiha Brasil de Koto. “O koto, esta versão de harpa japonesa, é tocada de forma diferente das demais. Toca-se sentado”, explica Costa e Silva.

De som contemporâneo, o público também poderá conferir rock e heavy metal com Jonathan Faganello e a apresentação de trilhas sonoras de filmes e de desenhos animados com o Duo Floratta, composto pela harpista Tatiana Henna e pela flautista Letícia Castro.

Até meditação entra na programação do festival. O filósofo, músico, compositor, escritor e produtor artístico Nando Araújo fará um Concerto Meditativo. Por meio da harpa céltica, apresentará o que chama de “vivência estética e terapêutica em um encontro entre as propriedades da harpa e da meditação”. Estudos recentes têm apontado os benefícios do uso da harpa no auxílio ao combate ao estresse físico e emocional.

Confira a programação

Dia 10 de abril, quarta-feira
Às 13h – Duo Floratta (Tatiana Henna, harpa clássica e Letícia Castro, flauta) – trilha sonora de filmes e desenhos

Às 18h – Grupo Seiha Brasil de Koto (Tamie Kitahara, Marcia Abe, Daisuke Takai, Alejandro Barrios, Alvaro Nishikawa, Koto e Alexander Iwami Petzhold, shakuhachi) – músicas japonesas

Dia 11 de abril, quinta-feira
Às 13h – Vento Celta (Dario Andino, harpa, Dennis Crepaldi, flauta, Fabio Britto e Débora Ruba, violino, Fabricio Rinaldi, violão, Natalia Bueno, violoncelo e Eduarda Rimkievickz, percussão) – músicas celtas, medievais e irlandesas

Às 18h – Recordas (Juliana Starling e Sandro Bodilon, canto, Soledad Yaya, harpa) – canções e poesias brasileiras e argentinas

Dia 12 de abril, sexta-feira
Às 13h – Nando Araújo, harpa céltica – Concerto Meditativo

Às 18h – Jonathan Faganello, harpa – rock

Serviço
IV SPHarpFestival – Festival Internacional de Harpas
Data: De 10 a 12 de abril
Horário: duas apresentações por dia: às 13 e às 18h
Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo
Entrada gratuita, com retirada de senha a partir de uma hora antes do início das apresentações.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania