Patrimônio

Minas Gerais ganha novos espaços culturais e quatro igrejas antigas restauradas

Com recursos de R$ 50,3 milhões do Governo Federal, obras em BH, Ouro Preto e Mariana receberão visitas do secretário especial da Cultura e da presidente do Iphan neste sábado (13)

publicado: 12/04/2019 10h20,
última modificação: 15/04/2019 09h42
Em Ouro Preto, o secretário Henrique Pires e a presidente do Iphan irão conhecer os trabalhos da obra de restauração dos elementos artísticos e integrados da Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias, iniciada no fim do mês de janeiro (Foto: André Macieira/Iphan)

O Governo Federal está investindo R$ 50,3 milhões em sete importantes obras de restauração do patrimônio cultural de Minas Gerais, entre as quais quatro igrejas, um museu, um galpão que abrigará um novo espaço cultural e uma escola de restauração. As obras, em Belo Horizonte, Ouro Preto e Mariana, estão sendo realizadas com recursos do PAC Cidades Históricas e da Lei de Incentivo à Cultura. Neste sábado (13), o secretário especial da Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires, e a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, cumprem agenda de visita a essas obras, que integram o rico patrimônio cultural de Minas Gerais, de relevante arquitetura, reconhecida mundialmente. Acompanham a comitiva o diretor do departamento de Projetos Especiais do Iphan, Robson de Almeida, a superintendente do Iphan em Minas Gerais, Celia Corsino, e autoridades locais.

No sábado, às 9h, o grupo, acompanhado do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, inaugura, na capital mineira, o Galpão da Casa do Conde, um novo centro cultural com espaço para eventos e exposições, que também sediará o Laboratório de Restauração de Bens Móveis e Arqueologia, fruto de parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Associação Mineira das Cidades Históricas e outras instituições da área cultural. O complexo ainda abriga a Superintendência do Iphan em Minas Gerais e a Fundação Nacional de Artes (Funarte), instituições vinculadas ao Ministério da Cidadania. Restaurado pelo Iphan, com recursos de R$ 3,11 milhões do PAC Cidades Históricas, o galpão integrava o complexo da Estrada de Ferro Central do Brasil.

Em seguida, o grupo seguirá para duas das cidades históricas mineiras, Ouro Preto e Mariana, onde estão em execução diversas obras de restauração de importantes símbolos do Patrimônio Cultural do estado. Serão visitadas as obras do Museu Boulieu e da igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias, em Ouro Preto; e das igrejas Catedral da Sé e Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, em Mariana. Eles também anunciam os investimentos para a obra completa da igreja de São Francisco de Assis e Casa do Conde de Assumar.

Patrimônio religioso em restauro

Na antiga capital do estado, Ouro Preto, o secretário Henrique Pires e a presidente do Iphan irão conhecer os trabalhos da obra de restauração dos elementos artísticos e integrados da Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias, iniciada no fim do mês de janeiro. A igreja foi construída pelos mestres Manuel Francisco Lisboa e Aleijadinho e é um dos símbolos do barroco mineiro. A restauração arquitetônica do templo foi concluída em agosto de 2017, e todo o conjunto de intervenções conta com previsão de investimentos de quase R$ 8 milhões, advindos do PAC Cidades Históricas, por meio do Iphan.

Em Mariana, três igrejas serão restauradas, entre elas a de São Francisco de Assis (Foto: Acervo Iphan)

Já na cidade de Mariana, são três igrejas em restauração. Em evento que será realizado na Praça Minas Gerais, os representantes do Governo Federal irão anunciar o início da obra completa da Igreja de São Francisco de Assis, que inclui também a Casa do Conde de Assumar. A obra, além de promover a conservação e o restauro de toda a parte civil e elementos artísticos do templo, inclui ainda a implantação do Museu de Mariana na Casa do Conde. Os projetos foram realizados pelo PAC Cidades Históricas e as obras serão executadas por meio do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e previsão de investimentos de R$ 15,3 milhões.

Outra obra que será celebrada na cidade é da Catedral da Sé de Nossa Senhora da Assunção. Seu restauro arquitetônico e civil foi concluído no final de 2017 e agora estão em execução serviços complementares e a etapa de elementos artísticos e integrados. Assim, se concluirá a intervenção, que renova um dos templos mais antigos e simbólicos de Minas Gerais, com investimentos de cerca de R$ 8 milhões, como parte do PAC Cidades Históricas.

Os recursos da obra de restauração da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos vêm do mesmo programa. O templo também esteve recentemente em obras, com a restauração de seus elementos artísticos, concluída em 2017. Em fevereiro último, foi iniciada a obra civil, contratada pela Prefeitura Municipal, e que totaliza investimentos de cerca de R$ 3,6 milhões.

Capacitação e legado

A comitiva também visita o Museu Boulieu, em Ouro Preto. Com relevante acervo de arte religiosa, o novo equipamento cultural da cidade tem patrocínio da Vale, em recursos de cerca de R$ 6,7 milhões, captados via Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério da Cidadania, e conta com apoio da Prefeitura de Ouro Preto e do Iphan.

Em Mariana, o grupo também conhece o Projeto Escola de Ofícios, que pretende preservar e valorizar saberes e fazeres dos ofícios construtivos tradicionais locais por meio da implantação de um programa de formação. A proposta da ação é capacitar duzentos jovens por ano, na faixa etária de 18 a 25 anos, nos ofícios tradicionais de cantaria; pintor e estucador; ferreiro; taipeiro; e carpinteiro. Os professores do projeto serão os mestres-artífices inventariados pelo Iphan em Minas Gerais e a ação conta com investimento de R$ 5,7 milhões, com recursos do BNDES por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Na ocasião, também será anunciado o início da obra de restauração da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, no distrito de Camargos. Considerada uma das mais antigas de Minas e parte do grupo das matrizes mineiras do século XVIII, o templo receberá recursos advindos da Fundação Renova, como parte das condicionantes do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural de Mariana para o reassentamento de Bento Rodrigues, visando seu completo restauro, incluindo obra civil e elementos artísticos.

Serviço
Agenda em Minas Gerais
Data: 13/04/2019

Belo Horizonte:
Às 9h, nos Galpões da Casa do Conde, Centro
Ouro Preto:
Às 12h, visita à obra do Museu Boulieu e da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antônio Dias
Mariana:
Às 15h30, anúncio da obra da Igreja de São Francisco de Assis e da Casa do Conde de Assumar, na Igreja do Carmo, Praça Minas Gerais

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania
Com informações do Iphan