MinC e Ibram debatem políticas para museus

Ministro Roberto Freire recebeu, na tarde dessa terça-feira (10), visita do presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Marcelo Araújo

publicado: 12/01/2017 15h09,
última modificação: 16/01/2019 16h51
11.1.2016 – 13:41  

Freire e Araújo discutiram a criação de editais específicos para restauro de museus, entre outros temas (Foto: Janine Moraes)
 
 
O ministro da cultura, Roberto Freire, recebeu, na tarde dessa terça-feira (10), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), Marcelo Araújo. Durante o encontro, foram discutidos a criação de editais específicos para restauro de museus e o retorno de obras de arte do Palácio do Planalto ao Museu Nacional de Belas Artes (MNBA). Freire destacou a importância desse acervo para os museus brasileiros e ressaltou a necessidade da realização de exposições itinerantes por diversos estados para que as obras sejam prestigiadas. 
 
O presidente do Ibram compartilhou, também, o andamento da ferramenta Tainacan Museu, que tem como foco a disponibilização de acervos museológicos na internet. Os conteúdos que serão fornecidos ainda estão em processo de digitalização. Batizada a partir de lenda indígena dos povos Carajás, a Tainacan é voltada para a gestão de acervos culturais de arquivos, museus, bibliotecas e cinematecas, trazendo ainda uma camada voltada para a colaboração de usuários. Está disponível em projeto-piloto, desenvolvido pelo Ministério da Cultura (MinC) e universidades federais de Goiás (UFG) e de Pernambuco (UFPE). 
 
O ministro recebeu, ainda, um convite para visitar o Museu da Maré, no Rio de Janeiro. Araújo destacou a importância cultural e social do museu não só para a comunidade do Rio de Janeiro, como para todo o país. 
 
O Museu da Maré é o primeiro museu brasileiro localizado dentro de uma favela e foi criado pela própria comunidade, com o apoio da Política Nacional de Cultura Viva, do MinC. Os espaços retratam a história da Maré e de seus moradores. O museu oferece, também, cursos de dança, teatro, capoeira e artesanato. 
 
Freire mostrou interesse em visitar o Museu e afirmou disposição do MinC para estreitar relações e colaborar em projetos e demandas. 
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura