Ministro da Cultura cumpre agenda em Recife

publicado: 26/03/2013 21h00,
última modificação: 30/01/2019 15h39

Assinado convênio para levar a música brasileira para a Alemanha e recebido pedido do registro do Frevo no Livro das Formas de Expressão do Patrimônio Cultural Imaterial

Nesta segunda-feira, dia 20 de fevereiro, o ministro da Cultura, Gilberto Gil, esteve em Recife, onde assinou convênio para levar a música brasileira para a Alemanha e, também, anunciou que, até o ano que vem, o Frevo será reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial brasileiro.

‘O Brasil é muito grande e o nosso coração tem que ser maior que o Brasil’, assim o ministro Gilberto Gil encerrou seu discurso na cerimônia de assinatura do convênio entre o Ministério da Cultura e a feira de música Popkomm, a ser realizada em Berlim, entre 20 e 22 de setembro.

A iniciativa se insere no Programa Copa da Cultura 2006.

O ministro se referia à política de descentralização dos investimentos em cultura no país desenvolvida pelo Ministério da Cultura. ‘Viemos assinar este convênio em Pernambuco, porque aqui temos um dos maiores polos culturais do Brasil, porque temos que levar nossos programas e projetos para todo o país’, afirmou o ministro, que definiu a política do MinC como um trabalho de nacionalização e regionalização. ‘Fazemos esses dois movimentos, buscamos trazer para o plano do protagonismo e da evidência as esferas locais do Brasil’, explicou o ministro.

O convênio assinado entre Brasil e Alemanha permitirá a apresentação de diversos cantores e músicos brasileiros em Berlim, durante a 18ª edição da Popkomm, evento com ampla repercussão na Alemanha. No ano passado, reuniu 15 mil visitantes, 48 países e mais de 700 atrações.

Durante a cerimônia, o secretário de Políticas Culturais do MinC, Sérgio Sá Leitão, anunciou alguns dos nomes que participarão da feira, que deve levar músicos e grupos brasileiros para mais de 15 shows em Berlim. Ele comunicou, ainda, a ampliação do prazo de inscrições para o Prêmio Brasil na Alemanha 2006 – Diversidade e Identidade, que encerraria na próxima sexta-feira, dia 24, e foi prorrogado para 2 de março.

Leia mais no site do Programa Copa da Cultura.

Frevo, Patrimônio Nacional

A outra novidade anunciada pelo ministro Gilberto Gil, em Pernambuco, é que, até o ano que vem, o Frevo será reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil.

O anúncio foi feito em pleno cortejo de frevo pelas ruas da capital pernambucana, após receber do prefeito de Recife, João Paulo Lima e Silva, da prefeita de Olinda, Luciana Santos, e do secretário estadual de Cultura de Pernambuco, Roberto Peixe, o pedido do registro do Frevo no Livro das Formas de Expressão do Patrimônio Cultural Imaterial brasileiro.

‘No âmbito estadual, a missão já foi cumprida, no próximo dia 15 de março o frevo será reconhecido como patrimônio cultural de Pernambuco. No âmbito nacional, até o próximo ano, a missão será cumprida’, reforçou o ministro da Cultura. ‘É nossa obrigação, temos o compromisso de fazer com que as futuras gerações não se distanciem, nem percam a familiaridade com o frevo que, ao lado do samba e do baião, é uma das três grandes matrizes culturais brasileiras’, enfatizou.

A imagem '/documents/10883/38605/gilberto%2520gil%2520ecife%2520compilacao_1140551221.jpg/65ffd757-ab5e-4cd3-a21e-d067ee072bea?t=1364338840031' contém erros e não pode ser exibida.

O ministro Gil cantou o único frevo que compôs, chamado Frevo Rasgado, dançou com o cortejo e, ao lembrar do pedido que o poeta João Cabral de Mello Neto o fez de compor um frevo em parceria, disse que permanece com ‘a incumbência e o desafio de compor, pelo menos, mais um frevo em sua vida’.

Leia mais: Frevo tem tudo para se consagrar como acervo da cultura nacional, diz Gil (Agência Brasil) e Prefeitura inicia campanha para incluir frevo como patrimônio imaterial (site da Prefeitura Municipal de Recife).

(Nanan Catalão)
(Comunicação Social/MinC)