MinC participa de debate sobre cena cultural da Baixada Fluminense

17.7.2015 - 13:37  
Cerca de 60 produtores e realizadores culturais, artistas e representantes de Pontos de Cultura participaram do evento (Foto: Gian Martins)
 
 
Cerca de 60 produtores e realizadores culturais, artistas e representantes de Pontos de Cultura da Baixada Fluminense e outros territórios periféricos do estado do Rio de Janeiro participaram, na quarta-feira (15), do Território Baixada, ciclo de encontros organizado pelo "Terreiro de Ideias: Arte, Comunicação". Na pauta, formas de potencializar iniciativas culturais e a articulação entre realizadores que atuam na cena criativa da região. O evento contou com a presença da secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (MinC), Ivana Bentes. 
 
"Em 2014, realizamos oito encontros e, este ano, ampliamos para 10. O projeto cumpre a missão de colaborar com a visibilidade das iniciativas culturais da Baixada ao reunir coletivos e pensadores para refletir nos processos, memórias e fazeres", explicou Daniele Francisco, uma das idealizadoras do projeto. 
 
Os integrantes de coletivos, entidades e redes culturais que participaram do evento levantaram a necessidade da concretização de políticas que garantam a valorização dos aspectos locais, a atuação em rede e que também minimizem as dificuldades para a manutenção de obras e produções estéticas.
 
Fórum permanente
 
"O que estamos vendo aqui é um grande Fórum Permanente de Cultura da Baixada. Independente dos debates realizados nesse ciclo de encontros, podemos, juntos, expandir as articulações que já estão sendo feitas", ressaltou Ivana. "As pessoas querem diálogo direto com o Ministério da Cultura para fortalecer a cultura local e também parcerias para estruturar as ações", completou.
 
No encontro, foi lançado o "Cultura BF', um aplicativo com a lista de iniciativas e a agenda cultural da Baixada Fluminense. O trabalho foi realizado por alunos da Universidade do Grande Rio (Unigranrio), com base em ideia do multiartista Heraldo HB e sob a coordenação do midialivrista Arthur William, professor da universidade. Ambos foram debatedores no Território baixada. A versão beta do App está disponível para a plataforma Android (https://goo.gl/zmVTFW
 
"Vamos lancar mini documentários com a compilação de 15 minutos de cada um dos debates realizados, pois nem todos foram transmitidos ao vivo como ontem. Acreditamos que essas informações precisam ser compartilhadas com o maior número de pessoas", destacou Daniele, a respeito das perspectivas para os próximos meses. 
 
Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC)
Ministério da Cultura