Prêmio Culturas Populares

Novas formas de expressão cultural ganham destaque no Culturas Populares

Inscrições para a sétima edição do prêmio da Secretaria Especial da Cultura do Ministério da Cidadania terminam nesta sexta-feira, 16 de agosto

publicado: 14/08/2019 20h51,
última modificação: 15/08/2019 16h46
A possibilidade de difundir a dança motivou o Coletivo Funk Sensacionais do Passinho a se inscrever no Prêmio Culturas Populares em 2018 (Foto: Divulgação)

Hip hop, funk, guitarrada e aparelhagem são exemplos de manifestações dos novos arranjos da cultura popular. Afinal, quem já não ouviu no rádio ou viu nas ruas esses ritmos e sons? Em reconhecimento às novas e também às expressões culturais tradicionais, a Secretária Especial da Cultura do Ministério da Cidadania está com inscrições abertas para o Prêmio Culturas Populares, até esta sexta-feira, 16 de agosto.

Essas expressões culturais modernas apresentam aspectos da cultura tradicional, o que amplia as possibilidades de representação do povo brasileiro. É o que afirma a diretora do Departamento de Promoção da Diversidade Cultural do Ministério da Cidadania, Renata de Carvalho. “Existem expressões que fazem parte deste contexto de expressões da cultura, como hip hop, guitarrada, tecnobrega, que já são conhecidas como novos arranjos. Mas, isso não impede que algo novo seja criado e vá se encaixando nesse conceito”, observa.

Um dos exemplos da cultura popular moderna é a dança do Passinho. Criada nos bailes funks das comunidades do Rio de Janeiro, o estilo apresenta referências da dança de rua, do samba e até do frevo. Forma de expressão de jovens e adultos, foi registrado em 2018 como Patrimônio Cultural Imaterial do Rio de Janeiro.

A possibilidade de difundir a dança motivou o Coletivo Funk Sensacionais do Passinho a se inscrever no Prêmio Culturas Populares em 2018. Selecionado, recebeu aporte financeiro R$ 20 mil, que permitiu a realização de espetáculos de dança, inclusive de grupos parceiros, como conta o produtor cultural Bruno Dias Ladeira. “Além do Passinho, a gente acabou chamando grupos de hip hop, de outros estilos de dança para se apresentar. Entendemos que a dança em si acaba agregando e o Passinho nasceu disso – de ver outros estilos de dança e começar a buscar aquilo e colocar dentro da dança deles. Então, convidamos algumas pessoas da comunidade, de outras comunidades, que acabam fazendo o trabalho com danças para se apresentar. Colocamos o evento como uma vitrine”, afirma.

O Prêmio Culturas Populares já está na sua sétima edição. No total, serão destinados R$ 5 milhões a 250 iniciativas de mestres, mestras e pontos de cultura. Em 2019, o homenageado é o cantor, compositor e ator gaúcho Vitor Mateus Teixeira, o Teixeirinha. O artista foi responsável por difundir a cultura gaúcha para o restante do País nos anos 60.

Para se inscrever, acesse o site: culturaspopulares.cultura.gov.br

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania