Audiovisual

NPDs abrem horizontes e possibilitam inserção no mercado de trabalho

Experiência mostra papel transformador que os núcleos proporcionam na vida de jovens de todo o país

publicado: 08/07/2019 18h25,
última modificação: 10/07/2019 15h12
Os Núcleos de Produção Digital (NPDs) ajudam jovens e adultos a ampliarem seus horizontes e também a encontrarem uma profissão (Foto: Divulgação)

Assegurar que espaços voltados para a produção e difusão do conteúdo audiovisual sejam democráticos, gratuitos e acessíveis a brasileiros de todas as origens é o objetivo dos Núcleos de Produção Digital (NPDs), ligados ao Programa Olhar Brasil do Ministério da Cidadania. Estes espaços oferecem recursos humanos, metodologia e estrutura física e tecnológica para transformar a vida de seus alunos.

Para apoiar a produção audiovisual independente, os núcleos recebem do Ministério da Cidadania, por meio de empréstimo, equipamentos como câmeras, microfones, iluminação e ilhas de edição, além de todo apoio técnico especializado para promover a formação e o aprimoramento profissional e artístico de técnicos e realizadores audiovisuais nas mais diversas funções. Os equipamentos cedidos podem ser doados em definitivo após a avaliação do funcionamento do espaço por um período de dois anos.

Com esta estrutura, os núcleos ajudam jovens e adultos a ampliarem seus horizontes e também a encontrarem uma profissão. Foi o que aconteceu com o carioca João Paulo Fernandes, de 26 anos, que foi aluno do Núcleo de Produção Digital instalado no Campus Barra do Garças, da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT). Estudante de jornalismo, João não sabia que caminho tomar dentro da profissão até fazer o curso no NPD. Em seguida, tudo aconteceu naturalmente. “Em 2015 eu entrei, comecei a me dedicar. Em 2016 eu já estava trabalhando como assistente na área. Em 2017 eu já estava assinando uma produção, uma coisa mais autoral. E hoje em dia eu já atuo como fotógrafo em algumas produções, atuei como assistente de direção de fotografia, viajei, consegui ir para São Paulo e a Belém, com chances de trabalho”, relata João.

“O audiovisual, na figura do Núcleo de Produção, ele foi fundamental para eu ter confiança de que essa área ela pode ser acessível”, João Paulo Fernandes, estudante de Jornalismo (Foto: acervo pessoal)

O estudante do último semestre do curso de jornalismo da UFMT explica que o curso feito no NPD abriu diferentes possibilidades de trabalho. O conhecimento adquirido no curso fez toda a diferença para o jovem enxergar um futuro profissional que desconhecia. “Agora eu conheço pessoas que trabalham com produtora. Oferecem, se não um freela [trabalho temporário], ou falam: ‘quando você se formar me procura que aqui que tem uma vaga pra você’. Então o audiovisual, na figura do Núcleo de Produção, ele foi fundamental para eu ter confiança de que essa área ela pode ser acessível, principalmente, para pessoas da periferia. Ele foi um divisor de águas”, sustenta.

Cessão

Criada em 2005, a formação do Núcleo de Produção Digital se dá a partir da cessão de equipamentos por parte do Centro Técnico Audiovisual (CTAv), do Ministério da Cidadania, a uma instituição. Ao receber o kit de equipamentos, o NPD deve apresentar e cumprir um plano de ação anual, acompanhado e supervisionado pelo CTAv. Cada núcleo deve procurar localmente parceiros que sustentem suas iniciativas.

Eles estão instalados em institutos federais ou em fundações culturais. Não tem um padrão único. Em comum, os núcleos devem ter um modelo de governança compartilhada, com a missão de apoiar a produção audiovisual independente, a inovação tecnológica, favorecendo a formação e o aprimoramento de técnicos e realizadores do segmento.

Programa

O Olhar Brasil é um programa da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, e tem como missão apoiar a produção audiovisual independente, favorecendo a formação e o aprimoramento de técnicos e realizadores. Visa também formar e consolidar parcerias para o desenvolvimento da atividade audiovisual nas diversas regiões do país.

Para saber mais sobre os Núcleos de Produção Digital do Ministério da Cidadania, acesse: cultura.gov.br.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania