Cidadania

Palmares tem novo diretor de Proteção do Patrimônio Afro-Brasileiro

Conhecido por sua atuação em favor dos direitos dos afrodescendentes, o jornalista Sionei Ricardo Leão de Araújo é o novo titular do departamento

publicado: 15/07/2019 17h46,
última modificação: 15/07/2019 17h46
Sionei Ricardo Leão assume o Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro da Fundação Cultural Palmares (Foto: Divulgação)

O jornalista, documentarista e ativista de direitos humanos e da igualdade racial Sionei Ricardo Leão de Araújo é o novo titular do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro da Fundação Cultural Palmares (FCP). O novo diretor agradeceu a confiança do ministro da Cidadania, Osmar Terra, e do secretário especial da Cultura do Ministério da Cidadania, Henrique Pires.

“Agradeço ao ministro da Cidadania, Osmar Terra, e ao secretário especial da Cultura, José Henrique Medeiros Pires, pela oportunidade. Espero compor honrosamente a equipe do presidente Wanderlei Lourenço, à altura da tradição de ideais de que se reveste a Fundação Cultural Palmares, criada para atender uma pauta relevante do ponto de vista histórico e humanitário”, disse o novo diretor.

Sionei estudou jornalismo na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (Puccamp) e na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Em sua carreira acadêmica, lecionou nas escolas de comunicação social da Faculdade Estácio de Sá (RJ) e do Instituto de Ensino Superior de Brasília (IESB).

Em 2005, ele foi premiado com o Prêmio Palmares de Comunicação, pelo documentário Kambá-Râce: a questão racial na história do exército brasileiro. A expressão, de origem Guarani, significa lamento negro. O filme fala sobre a retirada de Laguna, durante a Guerra do Paraguai, quando 130 soldados infectados pela cólera foram deixados às margens do Rio da Prata, onde seriam mortos pelo exército paraguaio. Além de narrar o episódio, também ressalta a contribuição dos negros durante a guerra e, também, o seu papel no exército brasileiro.

Além de ter atuado como repórter e assessor de imprensa em diversas instituições, Sionei foi coordenador-geral do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial da Secretaria Nacional de Promoção da Igualdade Racial do Ministério dos Direitos Humanos (2017-18).

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania