Patrimônio

Patrimônios de Pelotas virão à Expotchê, em Brasília

Grupo Tholl e União Gaúcha João Simões de Lopes Neto foram confirmados como duas das principais atrações da 27ª edição da feira, que ocorre entre 7 a 16 de junho

publicado: 25/03/2019 13h35,
última modificação: 27/03/2019 11h24
A União Gaúcha João Simões Lopes Neto é uma das entidades mais tradicionalistas do estado do Rio Grande do Sul e a mais antiga em atividade (Foto: Divulgação)

Patrimônios vivos da cultura do Rio Grande do Sul, o Grupo Tholl e a União Gaúcha João Simões de Lopes Neto, ambos sediados em Pelotas, foram confirmados como duas das principais atrações da 27ª edição da Expotchê, que ocorre entre 7 a 16 de junho de 2019, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade Sara Kubitscheck, em Brasília. O anúncio foi feito pelos realizadores da feira, Leda Simone Alves e Rômulo Mendonça, em visita de cortesia ao secretário Especial da Cultura, Henrique Pires.

A União Gaúcha João Simões Lopes Neto é uma das entidades mais tradicionalistas do estado do Rio Grande do Sul e a mais antiga em atividade. Em 20 de setembro, completará 120 anos de história. A instituição antecedeu o movimento que originou os primeiros Centros de Tradições Gaúchas (CTGs). “Há anos, sonhávamos em levar o nosso trabalho de danças gaúchas para uma feira tão consolidada, que ressalta a cultura gaúcha”, comemora o dançarino Romualdo Júnior.

Na Expotchê, a União Gaúcha João Simões Lopes Neto fará apresentações diárias, além de organizar uma exposição com indumentárias típicas do gaúcho que fogem do tradicional e vão além da bombacha. Em Pelotas, o grupo administra o Museu Criolo, cujo acervo conta com objetos utilitários como um pente usado para enfeitar o cabelo de Anita Garibaldi e a primeira caneta que o escritor João Simões Lopes Neto usou como presidente da instituição. “Ele tinha grande preocupação em preservar a cultura gaúcha e hoje suas obras estão vivas no acervo bibliográfico da nossa entidade”, destaca Romualdo.

Circo de sonhos

Criado em 1987, o Grupo Tholl também fará uma homenagem ao escritor João Simões Lopes Neto nas performances da Expotchê. “Este é o sexto ano consecutivo que participamos da feira, que cultua as nossas tradições e potencialidades”, ressalta o diretor João Bachilli. Em Brasília, o Tholl fará apresentações diárias e visitas a hospitais.

O Grupo Tholl destaca-se por aliar a estética dos novos circos (figurinos, visagismo, luz) com arte circense tradicional. Os espetáculos são deleite de imagens criadas pelos corpos que se unem em cena. Atualmente, quatro espetáculos fazem parte do repertório: Tholl, imagem e sonho, Exotique, Cirquin e Par ou ímpar. Ao todo, o Tholl traz na trajetória mais de 1050 apresentações, com público estimado em mais de 1,7 milhão de espectadores.

Para saber mais:
O pelotense João Simões Lopes Neto é apontado como o maior autor regionalista do Rio Grande do Sul. A obra de destaque é Contos gauchescos e lendas do sul, que ganhou uma edição crítica em 1949, pela Editora Globo, organizada por Augusto Meyer com apoio do editor Henrique Bertaso e do escritor Érico Veríssimo. Em Pelotas, escreveu peças para grupos de teatro amador e participou de iniciativas de preservação das tradições gaúchas. Como jornalista, adotou, por vezes, o pseudônimo de João do Sul e atuou em periódicos como A Opinião Pública e O Correio Mercantil.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania