Debate

Política do audiovisual é debatida em audiência no Festival de Gramado

O secretário do Audiovisual do Ministério da Cidadania, Ricardo Rihan, destacou a construção de um diálogo produtivo com profissionais e gestores da área como uma marca de sua gestão

publicado: 19/08/2019 17h28,
última modificação: 19/08/2019 17h29
Secretário do Audiovisual do Ministério da Cidadania, Ricardo Rihan, abordou tópicos da política pública desenvolvida pela Secretaria do Audiovisual. Foto: Ronaldo Caldas/Ministério da Cidadania

As políticas direcionadas ao audiovisual no sul do País foram tema de audiência pública em Gramado (RS). Com a presença de representante do governo federal, a “Audiência Pública sobre o audiovisual no Rio Grande do Sul” integrou a programação oficial do 47º Festival de Cinema de Gramado, o maior festival de cinema ininterrupto do Brasil. Na ocasião, o secretário do Audiovisual do Ministério da Cidadania, Ricardo Rihan, abordou tópicos da política pública desenvolvida pela Secretaria do Audiovisual. Ele apontou as prioridades de sua gestão, entre as quais se destacam a construção de um diálogo produtivo com profissionais e gestores da área.

Os trabalhos foram abertos pelo estadual Sebastião Melo (MDB), que propôs o debate. Ele falou, em especial, da cultura como fomentadora do desenvolvimento econômico. A fala de abertura foi reforçada pelo presidente da Fundação de Cinema do Rio Grande do Sul (Fundacine), Beto Rodrigues, que posicionou a cultura como uma indústria que ocupa relevante papel na economia mundial. Rodrigues também discorreu sobre a necessidade de diálogo, para que a indústria audiovisual brasileira seja cada vez mais competitiva, nacional e internacionalmente.

A audiência também contou com a presença da diretora de Artes e Economia Criativa do Rio Grande do Sul, Ana Luísa Fagundes; da deputada estadual Sofia Cavedon (PT); e da deputada federal Fernanda Melchionna (Psol). Na plateia, com lotação completa, estavam estudantes e representantes municipais e estaduais da Cultura.

Encontro com produtores

O secretário do Audiovisual ainda se reuniu com produtores e organizadores dos principais festivais de cinema no Brasil. Rihan ouviu as demandas do segmento que realiza cerca de 370 eventos por ano, em todo País, segundo dados da Associação dos Festivais de Cinema Brasileiros (AFCB).

A importância dos festivais, tanto pelo volume de recursos movimentados, quanto pelo fomento ao turismo, foi destacada. Segundo Rihan, é preciso buscar formas compartilhadas com o segmento do turismo para impulsionar ainda mais o alcance dessas iniciativas. De acordo com a Associação dos Festivais, o Brasil é o País que possui o circuito de festivais de cinema mais diversificado e plural em todo o mundo.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania