Patrimônio

Prédio mais antigo de Vitória (ES) será restaurado com apoio do Iphan

Governo do Espírito Santo investirá R$ 302 mil; patrimônio histórico tombado pelo Iphan, prédio é considerado o mais antigo de Vitória

publicado: 16/04/2019 20h10,
última modificação: 16/04/2019 20h17
A Capela Santa Luzia é considerado o prédio mais antigo de Vitória (ES). (Foto: Clarice Castro /Ascom Ministério da Cidadania)

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) oferecerá apoio técnico para a recuperação da Capela Santa Luzia, prédio mais antigo da capital do Espírito Santo. A Ordem de Serviço para início das obras foi assinada nesta terça-feira (16) pelo governador Renato Casagrande, e o investimento do governo do Estado é de R$ 302.571,00.

Durante o evento, no Palácio Anchieta, sede do governo capixaba, o secretário Especial do Desenvolvimento Social, Lelo Coimbra, destacou a preocupação do Ministério da Cidadania com a recuperação do prédio – que no momento está fechado para visitação. “Nós teremos brevemente esse patrimônio histórico à disposição da população e poderemos continuar contando a história do Espírito Santo desde o seu início”, destacou.

O projeto de recuperação da Capela Luzia foi elaborado pelo Iphan, que oferecerá suporte técnico para a reestruturação do prédio. A presidente do Instituto, Katia Bogea, ressaltou que o monumento, erguido no século XV, é o mais importante do Estado. “Há todo um legado histórico de fundamental importância para a construção da identidade da nação brasileira. São monumentos como esse, com carga simbólica tão importante, que devemos, de fato, ter esse olhar de preservação”, pontuou.

Segundo o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, a parceria com o governo federal para o restauro irá contribuir para a movimentação e o fortalecimento do turismo religioso em Vitória e no Estado, além de resgatar a identidade dos capixabas. “Com a reforma, recuperaremos obras de arte importantíssimas e, assim, também, a história da Igreja Católica, da colonização do Espírito Santo, a história de Vitória. Agradeço muito ao Ministério da Cidadania e ao Iphan pela parceria que temos feito”.

O processo de restauro compreende serviços no telhado, alvenarias, pisos, esquadrias, forro, substituição da fiação elétrica e da iluminação, substituição de elementos hidráulicos e restauração das pinturas.

Capela Santa Luzia

Construída sobre uma grande rocha, de arquitetura colonial e preservando até hoje seus materiais originais, a Capela de Santa Luzia pertenceu à fazenda que deu origem à Vila de Vitória, fundada em 1551. Considerada um bem de grande valor histórico e cultural, a capela é um marco do início da colonização do Espírito Santo. O prédio funcionou como Igreja até 1928, depois como Museu de Arte Sacra do Espírito Santo (1950-1970), galeria de arte e pesquisa da Universidade Federal do Espírito Santo (1976-1994) e também abrigou a Superintendência do Iphan-ES (1996-2001).

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura
Ministério da Cidadania