Infraestrutura

Secretaria apoiará construção e reforma de centros de cultura indígena

Em reunião com lideranças indígenas de todo o país, secretária especial adjunta de Cultura, Jane Silva, garante apoio para projetos nos estados do Maranhão e do Amazonas

publicado: 30/01/2020 20h15,
última modificação: 07/02/2020 15h33
Encontro reuniu autoridades indígenas de todo o país. Foto: Ronaldo Caldas

A Secretaria Especial da Cultura irá apoiar a construção e modernização de centros de preservação e promoção da cultura indígena em Barra do Corda (MA) e em Manaus (AM). O auxílio foi confirmado nesta quinta-feira (30) em reunião entre a secretária especial adjunta de Cultura, Jane Silva, e autoridades indígenas de todo o país. “É uma honra recebê-los. Vocês são a cultura brasileira em sua forma original e somos todos parte da beleza da diversidade do povo brasileiro”, afirmou.

Casas de Cultura

A cacique Libiana Pompeu Tavares, da etnia Mainumy, é representante dos Povos Indígenas no Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC). Ela agradeceu a receptividade e detalhou a proposta para a construção casa de cultura em Barra do Corda, município em que vive. “Estamos aqui, cerca de 50 caciques, para apresentar nossas propostas. A gente trouxe um belo projeto, de uma casa de cultura. A ideia é dar mais incentivo para os povos indígenas. Poderá funcionar como museu, expondo objetos que fabricamos, onde vamos vender. E também ser um centro de encontro, por exemplo. Se uma colega vem lá do Amazonas e quer ensinar suas tradições, e aprender as nossas, ela poderá fazer isso lá”, relata a cacique.

Libiana ainda destacou a importância do diálogo entre as lideranças indígenas e o governo federal. “Estamos sendo ouvidos, nunca foi tão fácil chegar a uma secretaria e ser ouvido, ter nossas demandas atendidas”, concluiu ela. Também ressaltando a importância de ter suas propostas e demandas atendidas, a cacique Katusawa, da etnia Mura, do Amazonas, apresentou o projeto para renovação e gestão da sede da Organização Indígena Iapoam, em Manaus.

Segundo Katusawa, é a oportunidade para que as mulheres de sua aldeia e região não precisem mais vender artesanato nas ruas. A cacique também destacou a importância da Organização para o turismo. “Quando um turista chega para visitar Manaus e quer conhecer a cultura indígena, ele não consegue ir até a minha aldeia, que fica na floresta. Com a ampliação das atividades da Iapoam, vamos conseguir fazer com que eles possam vir até nós e conhecer nossa cultura mais de perto”, disse ela.

Durante a reunião, a secretária Jane ainda propôs que as lideranças e a Secretaria se unam para organização de eventos nacionais com o objetivo de promover a cultura indígena. A Secretaria tem celebrados convênios com essa finalidade. No dia 20 deste mês, foram publicados no Diário Oficial da União dois convênios entre Secretaria e os Municípios de Querência e Canarana, no Mato Grosso. Ao todo, os convênios destinam R$ 1,9 milhão para a realização da Terceira Edição do Evento de Cidadania, Esporte e Culturas Indígenas do Jogos do Xingu e do Torneio de Futebol do Xingu.

Ao final da reunião, em agradecimento, os caciques ofereceram colares, cestos de palhas e se uniram para cantar e dançar, conforme tradição. Os secretários de Economia Criativa, Reynaldo Campanatti; de Fomento e Incentivo à Cultura, Camilo Calandreli; de Difusão e Infraestrutura Cultural, Rodrigo Junqueira; e de Direitos Autorais e Propriedade Intelectual, Marcos Villaça, também participaram.

Assessoria de Comunicação
Secretaria Especial da Cultura