Debata as propostas no Fórum, deixando perguntas ou comentando sobre as demandas do setor. Participe!

Setorial de Patrimônio Material da Paraíba (PB)

Candidatos(as)

Carregando...

ADELMO DE MEDEIROS
+
Votos: 9

ADELMO DE MEDEIROS

Defesa do candidato:

Sou o que se pode chamar de uma pessoa do bem, um cidadão. Gosto de exercer ao máximo minha cidadania e tenho uma noção bem definida do que significa esta pequenina e valiosa palavra.

Experiência:

Graduado em Administração Pública pela UFPB e em Turismo pela UFOP. Participou do I Encontro Estadual pela Preservação dos Bens Culturais (1998); Coordenou no âmbito Fundação CTI Nordeste o Programa de Desenvolvimento da Produção Artesanal Associada ao Turismo; Secretário de Cultura do município de Brejo da Madre de Deus/PE e membro do Conselho Municipal de Política Urbana de Ouro Preto/MG.


Fernando A. Abath L. C. Cananéa
+
Votos: 18

Fernando A. Abath L. C. Cananéa

Defesa do candidato:

Contribuir com as políticas públicas de cultura do país, notadamente aquelas ligadas as organizações não governamentais da área artístico-cultural. Fomentar no país políticas públicas de cultura voltadas para a identidade cultural.

Experiência:

Membro fundador da ONG Associação Artístico-Cultural de Cabedelo, milita nessa organização a 30 anos. ´Mestre em Educação e especialista em educação popular trabalha as questões da gestão cultural e do planejamento estratégico nas ONGs. Ministra oficinas e cursos na área de elaboração de projetos culturais.


NIVALDO AMADOR DE SOUSA
+
Votos: 29

NIVALDO AMADOR DE SOUSA

Defesa do candidato:

Experiencia como gestor e Poeta, escritor, cordelista, gestor e Produtor Cultural onde tem vivenciado a importância do resgate histórico cultural, através de atividades como Coordenador de Ponto de Cultura, reservado as manifestações e mostras espontâneas, de cunho sociocultural no exercício e pertencimento ao enlevo de enriquecimento a diversidade cultual.

Experiência:

Gestor e Produtor Cultural, Premiado com o Curta “Romance de Santa Iria”, Programa Cultura Viva, participação na III Mostra Acauã do Audiovisual, melhor figurino no 5º Festival Internacional de Cinema, do Rio Bonito – RJ, Curso de Extensão de Formação de Gestores Culturais, Curso de Extensão de Produção Audiovisual, Produtor de Objetos da Série Vida Bandida e Delegado da III Conferência Nacional


Candidato(a) eleito(a)



Fórum de Debates

Participe, comente sobre as demandas do setor!

31 participações Deixe uma resposta

  1. Caro Vinícius Wu,

    O Edital CNPC 01/2015 estabelece claramente que:
    16/10/2015 – homologação dos delegados estaduais eleitos.
    Esperamos até o final do dia 16/10 pela divulgação do resultado dos recursos e homologação dos delegados eleitos mas o que há aqui no site é apenas uma informação sobre o evento do dia 19/10 em Brasília.
    Acreditamos que todos os candidatos que se inscreveram e entraram com algum tipo de recurso têm direito de tomar conhecimento sobre a decisão tomada pela Comissão Eleitoral. Qual a justificativa do Minc para o não cumprimento do que está claramente estabelecido no edital que disciplina este processo eleitoral?
    Atenciosamente,

    ADELMO DE MEDEIROS

  2. Olá pessoal,

    Segundo os resultados preliminares do MinC, a representação para os setoriais de Patrimônio Material do CNPC está assim:

    – Todos os estados terão um representante. Exceto pelos estados do Pará e Mato Grosso que contarão com dois representantes;
    – No Rio Grande do Norte só há um candidato, mas ele não recebeu nenhum voto. Então, o estado ficará sem representação?;
    – Em Santa Catarina, duas candidatas estão empatadas com 42 votos e o Minc usará algum critério de desempate;
    – Em Goiás, a candidata com maior número de votos (8) foi inabilitada pelo Minc, mas ela ainda pode recorrer.

    Desta maneira, os resultados prévios estão assim:

    1. Acre (AC) – Ana Lúcia Cunha e Silva (23 votos)

    2. Alagoas (AL) – Jefferson Júnior do Nascimento Lima (9 votos)

    3. Amapá (AP) – Profa. Iris Moraes / Ekedi Ewejimi (63 votos)

    4. Amazonas (AM) – Telma Heloísa de Alencar Félix (10 votos)

    5. Bahia (BA) – Raimundo Konmannanjy (140 votos)

    6. Ceará (CE) – Genildo Moreira Angelim (72 votos)

    7. Distrito Federal (DF) – Yuri Soares Franco (3 votos)

    8. Espírito Santo (ES) – [sem representação]

    9. Goiás (GO) – Mauro Moura (4 votos)

    10. Maranhão (MA) – Alessandra Costa Gomes (Pajama) (7 votos)

    11. Mato Grosso (MT) – Paulo Roberto Moreira Crispim (36 votos) e Luciano Pereira da Silva (4 votos)

    12. Mato Grosso do Sul (MS) – [sem representação]

    13. Minas Gerais (MG) – Isabela Tavares Guerra (43 votos)

    14. Pará (PA) – Bernadino da Costa e Silva Junior (124 votos) e Telma Saraiva dos Santos (112 votos)

    15. Paraíba (PB) – Nivaldo Amador de Sousa (29 votos)

    16. Paraná (PR) – Miguel Fernando Perez Silva (4 votos)

    17. Pernambuco (PE) – Aramis Macêdo Leite Júnior (34 votos)

    18. Piauí (PI) – [sem representação]

    19. Rio de Janeiro (RJ) – Antonio Seixas (106 votos)

    20. Rio Grande do Norte (RN) – Um candidato com 0 votos – [sem representação?]

    21. Rio Grande do Sul (RS) – Jaqueline Custódio (48 votos)

    22. Rondônia (RO) – Rogerio Fulvio Romano (2 votos)

    23. Roraima (RR) – Paulina Onofre Ramalho (23 votos)

    24. Santa Catarina (SC) – Dione da Rocha Bandeira OU Marcella Monteiro Borel (Ambas com 42 votos. O MinC irá usar algum critério para desempate)

    25. São Paulo (SP) – Agda Sardinha (31 votos)

    26. Sergipe (SE) – Péricles Morais de Andrade Júnior (2 votos)

    27. Tocantins (TO) – Maurí Luiz Bessegatto (35 votos)

    Abraços,

  3. Agradeço a todos os eleitores e aos companheiros que fizeram do fórum de debate do Patrimônio Cultural Material – RJ o mais movimentado do setor em todo o país.
    Muito obrigado a todos.
    Vamos em frente!!!

  4. Na década de 80 trabalhei na Fundação de Cultura Solar do Ferrão, trabalho este que consistia na Revitalização do Pelourinho e arredores em Salvador, por meio de cadastramento, projetos de arquitetura na elaboração de plantas baixa e fachadas dos Casarões antigos que eram constituídos por uma enorme diversidade que consistia nesse mesmo local ser habitado por casas de família, prostíbulos e uma forte criminalidade, demonstrando toda uma marginalização social que ali existia.
    No inicio do projeto, foi muito difícil o acesso ao meio do complexo marginalizado pela sociedade baiana. Por ser um local aonde a marginalização e a prostituição eram dominantes.
    Mas, com o passar do tempo fizemos amizades com os moradores e adquirimos respeito e cooperação, com isso entravamos e saiamos sem sermos importunados.
    O governo a fim de acabar com a marginalização e revitalizar o local por todo o seu conceito histórico e cultural, indenizando os moradores do Pelourinho e arredores, entretanto esqueceram que tirando o povo se mata a história viva, perdendo a identidade do local para sempre.
    Contudo, este processo como todos que acontecem no Brasil apagam por completo o resgate da memória da comunidade do Pelourinho e arredores como agora esta acontecendo com a revitalização da cidade do Rio de Janeiro.
    Hoje o Solar do Ferrão é um Centro Cultural: espaço de arte, cultura e memória.

    Atenciosamente,
    Maxima Cruz dos Santos
    Baiana do Palácio de Cristal-Petrópolis

  5. PRIMEIROS DELEGADOS PARA O FÓRUM NACIONAL DE PATRIMÔNIO CULTURAL MATERIAL
    Por estarem concorrendo sozinhos e considerando que conseguiram as assinaturas necessárias para o Fórum Nacional de Patrimônio Cultural Material, já estão eleitos os candidatos:
    YURI SOARES FRANCO – DF
    PAULINA ONOFRE RAMALHO – RR
    ANA LÚCIA CUNHA E SILVA – AC
    ALESSANDRA COSTA GOMES (PAJAMA) – MA
    GENILDO MOREIRA ANGELIM – CE
    LUCIANO FÁBIO DANTAS CAPISTRANO – RN
    PÉRICLES MORAIS DE ANDRADE JÚNIOR – SE
    MAURÍ LUIZ BESSEGATTO – TO
    Para terem sido eleitos, basta que tenham recebido um único voto. Parabéns aos companheiros!
    As disputadas mais acirradas serão nos estados
    SP – 6 candidatos / 1 vaga
    PE – 5 candidatos / 1 vaga
    SC – 4 candidatos / 1 vaga
    MG – 3 candidatos / 1 vaga
    RS – 3 candidatos / 1 vaga
    PB – 3 candidatos / 1 vaga
    BA – 3 candidatos / 1 vaga
    GO – 3 candidatos / 1 vaga
    AM – 3 candidatos / 1 vaga
    A eleição do setorial de Patrimônio Cultural Material será mais tranquila nestes estados:
    PA – 4 candidatos / 2 vagas
    MT – 3 candidatos / 2 vagas
    RJ – 2 candidatos / 1 vaga
    PR – 2 candidatos / 1 vaga
    AL – 2 candidatos / 1 vaga
    AP – 2 candidatos / 1 vaga
    RO – 2 candidatos / 1 vaga
    ES, MS e PI não possuem candidatos ao colegiado de Patrimônio Cultural Material

  6. DELEGADOS DO PATRIMÔNIO CULTURAL MATERIAL PARA O FÓRUM NACIONAL SETORIAL
    Serão ao total 29 delegados, mais os sete membros natos, que representarão o setorial do Patrimônio Cultural Material. Salvo MT e PA que terão dois delegados cada, os demais estados conseguiram eleger apenas um delegado. No estado do Rio de Janeiro são dois candidatos, mas apenas um estará presente em Brasília.
    Inexplicavelmente, ES, MS e PI não possuem candidatos para o setorial de Patrimônio Cultural Material, mas conseguiram as assinaturas para levar, cada um, um fantasma para o Fórum Nacional.
    O Fórum Nacional servirá para a eleição dos trinta membros do Colegiado de Patrimônio Cultural Material e os dois respectivos representantes para o Plenário do CNPC.
    Quanto ao Fórum Nacional Setorial de Patrimônio Material, na plataforma da eleição, na seção “calendário” conta que a data ainda será definida:
    3. Fóruns Nacionais Setoriais das áreas técnicas – Distrito Federal/DF
    Realização dos Fóruns Nacionais Setoriais dos Colegiados de Moda, Design, Arquitetura e Urbanismo, Patrimônio Material, Arquivos, e GT Museus. Data a confirmar após o período de Consulta Pública
    Ocorre que no edital consta diferente:
    8.3 Serão realizados os seguintes Fóruns Nacionais Setoriais:
    c) Fóruns Nacionais Setoriais de Moda, Design, Arquitetura e Urbanismo, Patrimônio Material e Arquivos, em Brasília-DF, de 17 a 20 de novembro de 2015.
    Sendo que 20 de novembro é feriado da Consciência Negra. O Fórum ocorrerá mesmo nessa data?

  7. Prezados (as),

    Como todos sabem o período de inscrição de candidatos e eleitores encerrou-se no dia 26/09/2015 mas a votação estende-se até o dia 07/10/2015.
    O Edital CNPC Nº 01/2015 cita de forma bem clara que:
    6.1.3 É vedada a candidatura de ocupantes de cargos comissionados do Poder Executivo Federal, Estadual, Municipal e do Distrito Federal.
    O mesmo Edital prevê três datas importantes:
    10.6: 9/10/2015 – Publicação dos delegados estaduais eleitos e registros de candidatura
    indeferidos. Início do prazo de recurso.
    10.7: 14/10 – Fim do prazo de recurso.
    10.8: 16/10/2015 – Homologação dos delegados estaduais eleitos.

    ADELMO DE MEDEIROS

  8. Prezados (as) Integrantes da Comissão Organizadora Nacional
    Prezado Mestre Griô,
    Prezados (as) amigos (as),

    O processo eleitoral para membros dos Colegiados Setoriais do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC) é orientado pelo edital 01/2015, que orienta de forma bastante clara todas as suas etapas.
    No que se refere a participação remota e presencial o edital é bem claro quando diz textualmente:

    4.2 A participação remota se dará por meio da internet, na plataforma digital sitiada em http://www.cultura.gov.br/votacultura, onde o interessado deverá cadastrar-se como eleitor, podendo registrar-se como candidato a delegado estadual, caso tenha interesse, entre o dia 19/08/2015 e 26/09/2015.

    4.2.1 A plataforma digital estará aberta para o exercício do voto durante o período de 08/09/2015 a 07/10/2015.

    Não há dúvidas, para participar do processo eleitoral o (a) interessado (a) teria de registrar-se como ELEITOR ou CANDIDATO entre o dia 19/08/2015 e 26/09/2015 e exercer sua cidadania pelo voto durante o período de 08/09/2015 a 07/10/2015.
    Entendo que um número considerável de cidadãos têm feito reclamações sobre este assunto mas, excluindo-se a interpretação pessoal, estas não encontram amparo algum que possa sequer ventilar a possibilidade de qualquer alteração neste processo eleitoral.

    ADELMO DE MEDEIROS

  9. Obrigado a todos e a todas que votaram e irão votar, no segmento PATRIMÔNIO MATERIAL, assim estamos dispostos em defender, cada vez mais, a nossa história. Assim sendo, reforçamos a nossa participação democrática nas decisões sobre cultura e comunidade em todo o Brasil.

  10. Acredito no seu trabalho, Nivaldo Amador. E como reconhecimento dedico meu voto. Vamos a luta.

  11. Meu voto foi para Nivaldo Amador,por ser uma pessoa que luta para manter nossa CULTURA viva e pela dedicação e zelo de como defende nosso PATRIMÔNIO MATERIAL.

  12. Este nordestino, conterrâneo é merecedor do meu voto pelo empenho que ele tem na defesa do patrimônio do meu nordeste, em especial do meu sertão paraibano. Assim, digo: Nivaldo Amador homem desbravador. Não deixa a memória acabar de um povo tão sofredor. Ele busca resgatar a cultura do sertão tão sofrido. Traz para o presente a história de um passado, como homem destemido. Portanto, digo de coração que o meu voto é seu, meu irmão, que faz do meu sertão a sua luta incansável.

  13. Nivaldo, também sou um dos que confiam na sua integridade e capacidade para lutar em defesa de nosso patrimônio e estamos com você nesta luta sempre torcendo por sua força e competência!

  14. Nivaldo, você é merecedor do meu voto! Defenda o que nos resta de nosso valioso patrimônio! Sei que farás a sua voz ressoar nesta luta.

    • Obrigado Wlisses Estrela
      Meu caro historiador, professor e valioso São-Joanense, haveremos de resgatar a historia material da Paraíba, consequentemente do Sertão.

  15. Amigo Luiz Carlos
    Seu voto é o verdadeiro reconhecimento pela causa, quando sabemos o quão é importante que o patrimônio material que tanto enriquece a nossa história, não continue sendo dilapidado, desprezado, irreconhecido pela própria historia. Precisamos valorizar estes bens culturais.

  16. Com a participação através do meu voto, desejo ver nossos bens patrimoniais preservados. São João do Rio do Peixe tem um rico patrimônio histórico, arqueológico e paleontológico, mas sem receber atenções e cuidados necessários estão sofrendo a ação do tempo e a depredação por desconhecimento das importância destes.

    • Precisamos sim, de valorizar o bem patrimonial e material, em parceria com os órgãos responsáveis, de forma que não “tombem” mais do quer ficar no chão, uma historia, uma vida, a legítima marca que ainda vive em nossas memórias. Luiz Carlos, o amigo sempre foi um defensor intransigente do patrimônio material da Paraíba. Contamos com o amigo.

  17. Sou Candidato porque vejo escassez de defensores do patrimônio cultural, quando institutos históricos e de patrimônio inertes, por ausência de movimentos e organizações de base contribuem para a sucumbência de uma história. Minha pacata cidade de São João do Rio do Peixe = Paraiba – tomo como exemplo -, tem uma área histórica tombada, onde contamos com casarios, que fizeram a história, estação ferroviária, enfim, todo um patrimônio cultural histórico, ferroviário, sacro, arqueológico, paleontológico, indígena, etc se esvai sem nenhum apoio e/ou reconhecimento dos poderes públicos. Todo um patrimônio material a mercê do tempo e do vandalismo. Assim, imagino, tem sido em outras localidades.

    • Votei em você por que acredito na sua capacidade de lutar em prol deste segmento!!!

      • Obrigado amigo, que sejamos essa corrente de elos culturais prósperos, para assim defendermos esse patrimônio material, junto ao CNPC.

  18. Eu errei ao acessar, mas, ainda não votei! Quero votar em meu candidato, Professor Fernando A. Abath l. Cananéia, candidato ao Conselho Setorial do Patrimônio Material do CNPC !
    Como faço?

  19. Participem também dos debates no fórum de Patrimônio Cultural Material do Rio de Janeiro deixando comentários, sugestões, críticas e denúncias de abandono dos nossos bens culturais.

  20. Prezados (as),
    Peço-lhes que se juntem a mim nesta luta. Me inscrevi na condição de candidato no Colegiado Setorial de Patrimônio Material e me utilizo deste canal para pedir-lhes que exerçam sua cidadania e se inscrevam, como eleitores ou candidatos e votem entre os dias 8 de setembro a 7 de outubro.
    Vale ressaltar que não trata-se de função remunerada. Os interessados poderão se inscrever na condição de eleitores (maiores de 16 anos) e/ou candidatos (maiores de 18), mediante cadastro na plataforma do CNPC: http://cultura.gov.br/votacultura/foruns/PB-patrimonio-material/

  21. Sou um artesão, mas gostaria votar em Adelmo de Medeiros, para o setor patrimônio Material, por saber e conhecer o seu profundo e zelo pelo interesse e apego a cidade em que nasci e resido, pela sua formação, organização em tudo o que faz, acredito em seu potencial e na sua participação em contribuir nas lutas em que o mesmo irá encontrar, na soma que ele dará na recuperação de nosso patrimônio na qual muitos andam em ruínas e assim saber em que eu posso confiar para juntos somar nessa jornada antiga, pois acredito que possamos dar a esta cidade, de alguma forma, uma consciência da importância do que foi esses casarios que abrigaram as grandes e importantes personalidade que fez da Paraíba um celeiro de artista, cantores, compositores e grandes escritores. Na arte, acredito também que ele poderá gritar em voltar os tempos que eram corriqueiro encontrarmos exposições de artes em setores públicos e privados deste estado, tenho a plena consciência que o mesmo poderá incentivar praticas culturais com suas ideias e sensibilidade que as possui.

    • Caro Djair Duarte dos Santos,

      Suas palavras são recheadas de bondade e só tenho a lhe agradecer. Fico feliz em saber que você está inserido neste importante processo de participação popular. Aproveito para pedir-lhe que procure mobilizar ao máximo os artesãos no Mercado de Artesanato Paraibano. O encontro presencial será no dia 23/09 no Cine Teatro São José mas os artesãos podem se inscrever como candidatos ou eleitores e votar mesmo que não possam comparecer. Veja se consegue convencer alguns artesãos a se inscreverem, se preferirem podem indicar um representante do MAP e votar neste candidato pois assim o MAP teria voz neste importante conselho.
      Mais uma vez agradeço-lhe pelas palavras elogiosas. Grande abraço.

  22. Prezados (as),

    Faço um apelo para que se inscrevam como candidatos ou eleitores e não se deixem contaminar pela inércia que claramente norteia algumas instituições do nosso Estado que no mínimo deveriam incumbir-se de divulgar este processo que visa a participação da Sociedade Civil.

    O processo eleitoral dos representantes da sociedade civil nos Colegiados Setoriais e no Plenário do Conselho Nacional de Política Cultural está aberto desde o dia 19/08/2015 e vai até o dia 26/09/2015. O interessado deverá cadastrar-se como eleitor, podendo registrar-se como candidato a delegado estadual, caso tenha interesse.

    Até a presente data o que constatamos é que setores de grande importância para a nossa cultura ainda não apresentam nenhuma candidatura: Arquitetura e Urbanismo, Artesanato, Circo, Dança, Moda, Patrimônio Imaterial e outros setores de igual importância apresentam candidaturas únicas: Arte Digital, Artes Visuais, Culturas Populares, Design, Música.

    A plataforma digital estará aberta para o exercício do voto durante o período de 08/09/2015 a 07/10/2015.

    Na Paraíba o encontro presencial será realizado no dia 23 de setembro na cidade de Campina Grande, no Cine Teatro São José.

  23. Prezados (as),
    Compartilho com vocês um sentimento de angústia que tenho sentido nos últimos dias ao constatar que até a presente data quatro estados da região Nordeste não têm candidatos inscritos para o setorial de Patrimônio Material: Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

  24. Em defesa do Patrimônio Cultural Ferroviário
    Em defesa do Patrimônio Cultural Sacro
    Em defesa do Patrimônio Cultural Quilombola
    Em defesa do Patrimônio Cultural Indígena
    Em defesa do Patrimônio Cultural Arqueológico
    Em defesa do Patrimônio Cultural Militar
    Em defesa do Patrimônio Cultural Industrial
    Em defesa do Museu Casa da Força Expedicionária Brasileira
    Em defesa da Paisagem Cultural Fluminense
    Em defesa dos Monumentos Históricos do estado do Rio de Janeiro
    Em defesa do Patrimônio Cultural da Baixada Fluminense
    VOTE
    Antônio Seixas – Patrimônio Material – RJ